Dengue

Outros nomes: Sorologia para dengue, IgG e IgM para dengue, Dosagem de anticorpos anti-dengue, Sorologia dengue, Dosagem anticorpos anti-dengue.

A sorologia para dengue serve para auxiliar no diagnóstico da doença e auxilia na diferenciação com outras doenças que tem manifestações clínicas (sintomas e sinais) parecidos.O período adequado para a realização da sorologia, na infecção primária (primeira vez que se contrai dengue), é a partir do sexto (6o) dia do início dos sintomas e já pode estar detectável desde o primeiro dia de doença na infecção secundária (quando se contrai dengue por mais de uma vez).

O anticorpo IgM detecta infecções atuais ou recentes. O anticorpo IgG é possível ser detectado nos primeiros dias de recuperação da doença em até 70% dos casos.

Um resultado negativo em amostra de soro coletada em fase recente (6 – 10 dias após o início dos sintomas), não exclui o diagnóstico de dengue uma vez que, em alguns casos, os níveis de IgM tornam-se detectáveis somente após esse período. Pode ser negativo também na reinfecção por outro sorotipo do vírus da dengue.

O que é?

A sorologia para dengue serve para auxiliar no diagnóstico da doença e auxilia na diferenciação com outras doenças que tem manifestações clínicas (sintomas e sinais) parecidos.O período adequado para a realização da sorologia, na infecção primária (primeira vez que se contrai dengue), é a partir do sexto (6o) dia do início dos sintomas e já pode estar detectável desde o primeiro dia de doença na infecção secundária (quando se contrai dengue por mais de uma vez).

O anticorpo IgM detecta infecções atuais ou recentes. O anticorpo IgG é possível ser detectado nos primeiros dias de recuperação da doença em até 70% dos casos.

Um resultado negativo em amostra de soro coletada em fase recente (6 – 10 dias após o início dos sintomas), não exclui o diagnóstico de dengue uma vez que, em alguns casos, os níveis de IgM tornam-se detectáveis somente após esse período. Pode ser negativo também na reinfecção por outro sorotipo do vírus da dengue.

Tipo de amostra a ser analisada

Soro (a amostra colhida é sangue).

Preparo

O paciente deve ficar em jejum por, pelo menos, 3 horas. Essa instrução pode variar entre os laboratórios, sugerimos consultar o laboratório em que vai realizar o exame. Beber água não quebra o jejum.

Possíveis reações

A coleta de sangue, em geral, é feita pela punção de uma veia do braço, com uma agulha fina. Em raras ocasiões, pode ocorrer extravasamento de sangue, com a formação de um hematoma (fica uma mancha roxa no braço). A compressão do local da punção por cinco minutos e o cuidado de não fazer força ou carregar pesos com o braço de onde foi coletado o sangue, por até uma hora após a coleta, reduz a chance da formação de hematomas. 

Contraindicações

Não se aplica.

Exames relacionados

Referências bibliográficas

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Dengue: diagnóstico e manejo clínico: adulto e criança [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. – 5. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2016. 58 p: il. ISBN 978-85-334-2344-2

Onde fazer

O exame é realizado por laboratórios de análises clínicas, patologia clínica ou medicina laboratorial. Quer saber onde fazer esse exame, perto da sua casa ou trabalho e quanto custa? Clique aqui e encontre os melhores lugares para fazer o seu exame, usando ou não um plano de saúde.


O que é o Mundo dos Exames?


Um jeito mais simples, fácil e rápido de compreender os seus exames diagnósticos e encontrar os melhores lugares para realizá-los, na rede particular ou utilizando um plano de saúde.

Healthier Internet Serviços em Tecnologia da Informação ltda • CNPJ 24.629.789/0001-02

Mundo dos Exames - Beta • Achou algum bug?

Descubra onde fazer este exame
com ou sem plano de saúde.

Entre com o seus dados ou faça um cadastro

Entre com o seus dados ou faça um cadastro