peniscopia

A peniscopia

O que é?

A peniscopia é um exame para a detecção de lesões microscópicas no pênis, escroto e na região perianal. Essas lesões normalmente são causadas pelo Vírus do Papiloma Humano, mais conhecido pela sigla em inglês: HPV ou ainda, pela candidíase ou herpes.

Uma das formas mais comuns de infecção por essas doenças é o contato sexual sem proteção. Porém, existem outras formas e deficiências imunológicas que podem facilitar a infecção. Por isso, mesmo havendo prática sexual com preservativo, é importante cuidar da saúde e do corpo de forma geral para diminuir as possibilidades de desenvolvimento das doenças acimas citadas.

Quando a peniscopia é recomendada?

Diferentemente das mulheres, homens tendem a buscar menos acompanhamento médico, especialmente na saúde dos órgãos sexuais. A peniscopia deve fazer parte dos exames de rotina, uma vez que se trata de um exame simples e que pode ser realizado em consultório médico.

Mas sempre que houver sexo desprotegido ou que o homem perceba alguma alteração na região genital, deve procurar um urologista ou clínico geral. Esse são os profissionais médicos capacitados para promover um exame seguro e eficaz em seu diagnóstico.

A peniscopia costuma ser realizada quando há suspeita de HPV, contudo, como já comentamos, não é a única doença onde o exame é necessário.

Como é feita a peniscopia?

A peniscopia é um exame relativamente simples e não invasivo. Consiste na busca por verrugas, lesões ou qualquer outra alteração no pênis, escroto e região perianal.

O médico aplica compressa de ácido acético na região por cerca de dez minutos, após este período, e com auxílio do peniscópio, aparelho composto por lentes de aumento capazes de ampliar em até 40 vezes, é examinada toda a região.

O exame é indolor e rápido. É realizado em consultório e o paciente pode trabalhar ou exercer qualquer atividade depois da sua realização.

Biópsia

Caso seja identificada alguma alteração na região, o médico fará o recolhimento do material. Este material será enviado para análise para identificar o micro-organismo responsável pela infecção e o melhor tratamento a ser recomendado.

A biópsia é feita com anestesia local e no próprio consultório médico. Não é agressiva e consiste na retirada de parte das lesões para encaminhamento de exame laboratorial.

No caso de identificada alguma infecção, como o HPV, diversos tratamentos podem ser indicados, desde remédios a cauterização, incluindo a vacina contra a doença para evitar o surgimento de novas lesões e contágios por outros tipos de vírus do HPV.

HPV

O HPV é uma doença bastante comum entre homens e mulheres, e boa parte das pessoas sexualmente ativas já pode ter tido contato com o vírus. Na maioria dos casos, o próprio organismo humano consegue eliminar o vírus. Porém, em outros casos a doença é desenvolvida.

Nem todas as pessoas vão desenvolver os sintomas. No caso de homens, os sintomas mais comuns são o incomodo na região e aparecimento de verrugas e lesões no pênis. Por isso, mesmo não havendo sintomas, é necessário o exame periódico junto ao seu urologista ou clínico geral. A peniscopia é adotada no diagnóstico.

Ainda não existe uma cura para o HPV. Porém, é possível controlar e tratar os problemas de saúde causados pelo vírus. O diagnóstico precoce é fundamental para evitar complicações e o desenvolvimento de doenças mais graves, como por exemplo, o câncer de pênis.

Preparo para o exame de Peniscopia

O preparo é simples e consiste em:

  1. Aparar os pelos pubianos da região, não é recomendado raspá-los, apenas aparar;
  2. Não manter relações sexuais 72 horas antes do exame;
  3. Realizar higiene normal da região no dia do exame.

Precisa realizar o exame de peniscopia?

O Mello Centro de Diagnóstico realiza o exame na Unidade Adolfo Pinheiro, localizada no bairro de Santo Amaro em São Paulo. Para agendar, ligue no (11)5014-2199.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *